Dilma, Pasadena e a CVM: o Dever de Diligência e a Inimputabilidade do Tolo

Dilma tinha o dever de requisitar documentos no caso Pasadena. O recente anúncio da Petrobrás envolvendo a possível venda da refinaria de Pasadena reacendeu a discussão acerca da responsabilidade da ex-presidente Dilma Rousseff, na então condição de presidente do Conselho de Administração da petroleira, na compra da refinaria de Pasadena, no Texas, que gerou o … Continue lendo